Vamos criar uma situação hipotética: você, leitor desse blog, resolveu experimentar novas modalidades de pornografia. Seu possível desconhecimento sobre a industria porno faz com que qualquer nomenclatura se transforme numa espécie de dúvida acerca do nível de bizarrice do que pode ou não ser visto. Então, com muito receio, você entra num desses site que exibe videos pornográficos e acessa a área de “categorias”, esperando com fé que essa tentativa de divisão do conteúdo possa ajudar numa escolha menos passível de arrependimentos futuros. Depois de uns minutos navegando, es que um termo/sigla aparece e lhe toma a atenção, porém ainda te falta segurança para saber se clicar naquele link vai valer apena ou não.

Caso a “hipótese” proposta alguma vez tenha sido realidade e a terminologia em questão seja a palavra MILF, fique tranquilo, pois hoje o Dicionário Adulto desvendará tudo, ou quase tudo, sobre “o que são”, “de onde vem”, e “como surgiram” a união dessas singelas 4 letras. Tudo isso para que VOCÊ, nosso ávido leitor, possa entender melhor o pequeno mundinho porn.

Se não me falha a memória, a primeira vez que ouvi alguém dizer o termo MILF foi no colegial. Conversas de colegial sempre atingem níveis absurdos de incongruência com o período vivido, mas servem como a primeira porta para o mundo pornográfico e ajudam muito à não cometermos erros como, por exemplo, ver filmes japoneses onde jovens introduzem animais em seus próprios ânus. Mas já estou me distanciando do assunto principal.

Rodando pela internet, percebi que a Wikipedia tem um artigo sobre o termo MILF, definindo como “um acrônimo em inglês que significa Mom I’d Like To Fuck (em português, “Mãe que eu gostaria de foder”)”. Para os ignorantes é preciso explicar que acrônimo é o mesmo que sigla, ou seja, MILF é a sigla usada para classificar todas aquelas mulheres que você “traçaria”, mesmo boa parte delas ocupando os cargos de mães dos seus amiguinhos.

Ainda utilizando o vasto conteúdo da Wikipedia descobri que o termo em questão ficou popular graças ao filme American Pie, onde a atriz Jennifer Coolidge interpretava a mãe do Stifler, uma senhora muito “bonita” e com vários atrativos físicos que deixavam homens de pouca idade muito “excitados”. Quem não se recordar do filme American Pie, talvez reconheça a Jennifer Coolidge através do seriado 2 Broken Girls, no qual ela faz o papel de Sofi, uma imigrante polonesa de seios fartos e apetite sexual vasto. O que me leva a concluir que muito provavelmente a Senhora Coolidge seja em real uma representante do grupo de MILFs (ou que Hollywood gosta muito de esteriótipos).

Jennifer Coolidge

Sem sombra de dúvidas eu comeria a Jennifer Coolidge

Na cultura norte americana as MILF já foram conhecidas como Courgars (algo como “tigresas”), mas essa nomenclatura se tornou tão genérica e sem ligações com “maternidade” que se tornou necessário filtra-la, pois a maior diferença entre MILFs e Cougars está no fato de possuir ou não filhos, sendo que as “tigresas” de hoje são definidas como “mulheres atraentes mais velhas que seus parceiros”, eliminando a necessidade de existir ou não filhos. O complicado da questão é que ninguém dá a mínima realmente, porque o importante é olhar para uma mulher com mais de 40 anos e perceber que, sendo ela mãe ou não de algum amigo seu, você ainda à foderia sem remorso ou arrependimentos.

Pessoalmente posso admitir que já estive ao lado de uma MILF. A situação era: Eu havia recebido o convite para fazer um “trabalhinho do colégio” na casa de um dos “amiguinhos” do grupo. Chegando no lar do dito cujo, percebi que havia uma certa movimentação na piscina. Ainda calmo e sem entender se faríamos ou não o trabalho proposto, percebi que quem utilizava a piscina era a mãe desse meu coleguinha, conhecidamente como “a mãe gostosa do fulaninho de tal” – fica claro o quanto quero evitar usar nomes. Desse momento até a hora de ir embora, sustentei uma viril ereção, me baseando apenas nas imagens oriundas das descrições feitas por terceiros sobre a “mãe do fulaninho”. A parte boa da história é ter matado minha curiosidade e vê-la passando várias vezes pela sala onde estávamos, usando somente um micro bikini. A parte ruim é que nunca tive a oportunidade de comer a “mãe do fulaninho”.

Quando a mãe do seu amiguinho é mais gostosa que sua namorada

Num nível mais pessoal, recomendo que ao encontra uma MILF disposta a ter relações sexuais, pense várias vezes antes de tomar qualquer atitude. Existem mil variáveis à serem consideradas quando o assunto é comer a mãe gostosa de algum amigo seu, fora que você nunca saberá dizer se a sua própria mãe é gostosa ou não, e se souber… bom, ai o conselho é: VÁ PROCURAR UM MÉDICO! ACHAR SUA PRÓPRIA MÃE GOSTOSA É UM FORTE INDÍCIO DE QUE EXISTE ALGO ERRADO!

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments