Entrevista com o Nego Catra

Diz a lenda que todos nós ~amentes da boa putaria~ somos filhos do Mr. Catra. E se essa lenda for verdadeira, existe um irmão nosso que é o filho favorito. Ele atende pelo nome de Nego Catra, um dos atores pornôs mais gente fina da nossa geração! Obviamente tivemos o prazer de entrevistar esse ser humano especial e mostrar como o lado masculino do pornô nacional. E esse bate papo você confere agora.

Nego Catra

Queremos ter a vida do Nego Catra

PBG: Te chamo de Catra? Nego? De Catra Jr.?
Nego Catra: Nego Catra. Katrinha.

PBG: E a quanto tempo você está no meio pornô?
Nego Catra: Vai pra 10 anos

PBG: Nesses 10 anos de pornô, pra você o que mais mudou no mercado pornô nacional?
Nego Catra: O mercado não é mais a mesma coisa. Devido a pirataria, mudou muita coisa, né? No tempo do VHS era muito bom. Era um tempo onde se ganhava muito dinheiro com o pornô. Hoje a pirataria “quebrou muitas pernas”. Entendeu?

PBG: Agora a galera tá correndo pra Internet, né?. Tem a Casa das Brasileirinhas, o Câmera Caseira (onde vimos umas cenas sua) e outros sites do tipo “reality show”. É muito diferente de gravar cena de um “reality show pornô”?
Nego Catra: Nada, é a mesma coisa. Não muda. O Câmera Caseira e a Casa da Brasileirinha fazem o mesmo padrão de qualidade, mas são diferentes. A Brasileirinhas existe a muitos anos como produtora de filmes pornô. O Câmera Caseira tem mais tempo como “reality show pornô”. Eles foram um dos pioneiros.

PBG: E gravar com tanta mulher gostosa, afeta tua vida pessoal? Cansa comer tanta mulher gostosa?
Nego Catra: Querendo ou não, sou bem sossegado. Nas horas vagas gosto de estar com a família ir ao teatro e descansar.

PBG: As atrizes sempre reclamam do preconceito que sofrem. Com ator pornô também tem isso?
Nego Catra: Então… Ter até tem, só que depende do ator, se ele deixar. Comigo, graças a deus, as pessoas respeitam. Porque eu passo “isso” (respeito). Eu já trabalhei na mídia, era produtor musical. Trabalhei com vários grupos de pagode. O meu intuito é sempre trabalhar na mídia. Graças a Deus eu sou bem aceito.

Muitas pessoas pensam que a gente é movido a sexo. Ninguém sabe da nossa vida fora do pornô. Entendeu? O problema do brasileiro… não só do brasileiro, mas sim do ser humano, é que ele é muito preconceituoso.

PBG: Tem algum tipo de cena que você gostaria de gravar, mas ainda não teve oportunidade?
Nego Catra: Porra… Eu queria gravar com uma anã, mano. Na moral. Nossa! Tem umas anãs gostosas por aí.

PBG: Já rolou alguma coisa muito engraçada durante as gravações?
Nego Catra: Já rolou de estar gravando para Quebra Nozes (risos). Essa foi foda! Eu estava preso no chão, tá ligado? E tinha um cachorro na casa, mano. Eu fiquei com medo de que o cachorro mordesse meu pau. Eu estava preso e não podia fazer nada. A porra do diretor, do produtor, todo mundo dando risada.

PBG: Se ele te morde, vira acidente de trabalho. Dá até pra aposentar mais cedo. Falando nisso: como é a relação do ator com o diretor? Tipo… os caras deixam vocês livres ou vão dando muita indicação de como fazer as poses?
Nego Catra: Então… É que depende. Graças a deus, no meio do pornô, eu tenho amizade com todos. Eu amo o mundo pornô. Admiro diretor, produtores, atores e atrizes.  Respeito todos. Acho que “afinidade” não são todos que tem , entendeu? É que é assim: tendo humildade, você chega onde quiser. Agora… Se você chegar metendo uma marra… Já começam a te descartar.

PBG: Nas suas cenas, dá pra ver que você se dedica bastante a gravação. Ainda rola uma adrenalina na hora de gravar, ou pra você já virou algo rotineiro?
Nego Catra: Caralho! Boa pergunta! Rola, sim. Fico com frio na barriga, normal. A cena vai. Eu me dedico muito. Porque é assim: no pornô quem tem que aparecer é a mulher. E eu tento fazer ao máximo pra deixar ela a vontade. Tento fazer de tudo pra ser uma cena top.

“Não é só gostar de sexo”

PBG: Tem muito moleque por aí que sonha ser ator pornô. O que você tem pra dizer à eles? Alguma dica?
Nego Catra: Muitos deles pensam que ser ator pornô é só sacar o pau e já vai comer a mina. Não… Tem que ter uma mente boa. Ser ator pornô não é fácil. É uma coisa bem séria. Tem que ter calma, tranquilidade. Não é só gostar de sexo. É foda, porque não é pra qualquer um.

Quer entrar em contato com o Nego Catra?

Twitter: @nego_catra
Facebook: Catra Junior
Telefone de contato: 011 95497-9718


Gostou dessa matéria? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho!

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments

A Gerência

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.