Escolha uma Página

Fundada por John Stagliano, em 1988, a história da Evil Angel se mistura com a da pornografia moderna. Com sua abordagem diferenciada do que havia no mercado da época, a produtora começou a 2ª onda do pornô. Filmes mais baratos, mais reais e menos produzidos chegaram ao mercado e foram sucesso. A popularidade do cinema Gonzo estourou e fez com que todo mundo mudasse o que estava fazendo. Mas qual foi o grande segredo da Evil Angel para se tornar o império que é hoje?

Pornô barato e bom

O maior valor da Evil Angel é a forma como foram feitas as primeiras produções. Em 1989, um simples longa pornô (+ de 1 hora filme) poderia custar uma média de 200 mil dólares. Locações grandes, cenários desenvolvidos, figurinos rebuscados e até mesmo roteiristas custavam caro. Enquanto isso, a proposta de John Stagliano era super barata, rápida e fácil de produzir.

Com uma câmera na mão, John fazia quase o mesmo que as grandes produtoras da época. A sacada era gastar bem menos usando câmeras caseiras, mas de maneira inteligente. Os filmes passavam a custar menos (8 mil em média) e estavam mais acessíveis.

E no meio disso tudo, a maior inovação foi a ideia de filmar a coisa toda num outro ângulo. O ponto de vista que nós, espectadores, sempre quisemos ver era o do ator. A galera estava de saco cheio daquelas historinhas chatas e péssimas atrizes tentando atuar. O estilo foi chamado de Gonzo, em homenagem ao jornalismo gonzo que segue a mesma ideia de “proximidade com o público”.

Buttman no Brasil

Em 1991, a Evil Angel chega ao Brasil, mas com um nome diferente. Como parte das aventuras do personagem Buttman, John abre um escritório em São Paulo. De lá saem vários dos filmes Buttman in Brazil, Nacho Vidal, Made in Brazil e outras séries com atrizes brasileiras. Essa relação só fez aumentar a visibilidade do personagem Buttman no território brasileiro, mas ofuscou o nome Evil Angel. São poucos os brasileiros que entendem a coisa toda como uma só.

Grandes atrizes e muitos prêmios

Ao longo do tempo a Evil Angel foi mudando gradativamente sua forma de fazer pornô. O estilo que solidificou a produtora foi o trabalho hardcore com as atrizes mais desejadas. As moças chegavam “bonitinhas” e 25 minutos depois estavam no chão, com a cara toda gozada, o cu arrebentado e pedindo por mais. Essa ideia de “sexo forte”, acabou atraindo atenção do público novamente. Aliado com algumas características do estilo Gonzo, as produções entre 1999 e 2010 foram as melhores.

A Evil Angel coleciona nomes de peso. Belladonna, Rocco, Tommy Gunn, Alexis Texas e são tantos nomes, que fica complicado de listar. Esse elenco de peso faz parte do segredo da produtora para o sucesso. Colocar a Sunny Lane para fazer uma cena pesada de sexo é fácil. Tirar gemidos reais da Sunny Lane numa cena de sexo é o problema. Algo que os diretores da Evil Angel nunca tiveram muitos problemas: arrancar reações diferenciadas das atrizes.

A Evil Angel hoje

27 anos depois de sua criação, a Evil Angel não é mais a mesma. Os filmes no formato Gonzo, que foram o ponto de largada da produtora, não são mais os principais. A influência ainda está ali, mas o foco no sexo anal se intensificou ao longo dos anos. A tal “exploração anal” e sexo hardcore domina o catálogo de filmes recentes, dando um curto espaço para os fetiches.

Apesar da luta contra a pirataria e as diversas parcerias fechadas pelo mundo todo, aos poucos a Evil Angel vai deixando de ser imbatível e perdendo até seus contratos exclusivos com atores e atrizes. Não existe bem a quem culpar, também não chega a ser uma decadência. Eles lutam para se manter o auge, mas o público começa a pedir por coisas novas, até mesmo mais “amadoras”.

A retomada dos clássicos Evil Angel

Recentemente a produtora reabriu seus filmes clássicos, colocando no ar coisas que foram gravadas no começo de sua construção, na esperança de reconquistar os fãs que a haviam deixado. A verdade é que, com ou sem coisas novas, a Evil Angel é um marco na história do pornô e deve ser respeitada pelo trabalho de mudar radicalmente o que chamamos de “pornô convencional”.


Gostou dessa matéria? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho!

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments