Escolha uma Página

O ser humano é o único mamífero que continua consumindo leite, mesmo depois da época. É completamente normal sentir saudades da infância. As coisas são mais simples quando se é uma criança, e se tem alguém que cuide do seu bem estar. A coisa toda só vira uma parafilia (fetiche), quando a saudades causa tesão. Nesse espectro de taras, a Lactofilia é um dos vários exemplos. E é justamente sobre ela que vamos falar hoje nessa postagem do Fetichando. Curte aí!

QUER LEITINHO?

A Lactofilia é definida no dicionário como: “prazer em sugar ou ver a saída de leite dos seios de uma mulher quando em lactação. Mas nós achamos que vai um pouco além disso. Existem poucos registros históricos de quando esse fetiche começou a ser estudado. O leite materno já foi considerado um ótimo remédio para vários problemas de fraqueza. Não tem como saber se a pessoa que inventou esse boato só queria meter a boca num peito e se deliciar.

Os praticantes da Lactofilia sentem prazer em ver e ingerir o leito materno, mas é preciso haver um contexto. Não é apenas uma questão de beber leite. É mais uma tara relacionada ao cuidado que uma mãe tem com seus filhos. Obviamente esse condicionamento faz com que a Lactofilia seja mal vista. Um exercício simples: olhe por mais de um minuto uma mãe amamentando em praça pública, e você será alvo de muitos xingamentos.

LACTOFILIA NO PORNÔ

Apesar de parecer “bizarro”, a Lactofilia chegou com tudo dentro do pornô. Como os seios parecem ser uma preferência internacional, encontrar gente afim de ver vídeo com homens velhos sendo amamentados não foi um problema. Normalmente esses vídeos estão ligados a dominação feminina ou cenas MILF. Produtoras que trabalham especificamente com fetiches são as mais comuns, mas nada impede de você achar um vídeo da brazzers onde rola Lactofilia. Se você quer muito ver uma cena assim, procure pelo termo “breast-feeding”, e seja feliz.

lactofilia


Gostou desse Fetichando falando só sobre Lactofilia? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho! É só clicar aí na imagem 😉

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments