Escolha uma Página

Se você fica de pau duro (ou pepeka molhada) quando aparece a atriz Juliana Caldas na novela O Outro Lado do Paraíso, pode ficar tranquilo. Você não está fazendo nada de errado por ficar com tesão por causa de uma anã. Na verdade isso significa que você tem bom gosto, afinal de contas é ela é gatinha. E que, talvez, você seja um fã da nanofilia. Não sabe o que é nanofilia? Não tem problema. A gente te explica aqui no Fetichando!

nanofilia

NÃO DEVERIA SER UM PARAFILIA

A incomoda verdade é que se sentir atraído por anões e anãs, não deveria ser considerado um fetiche. Teoricamente, essa preferência sexual deveria ser tratada do mesmo jeito que a preferência por cor de cabelo ou de tom de pele. O problema é que os portadores de nanofilia só conseguem sentir atração sexual por anões. Ou seja: são pessoas que só atinge o orgasmo se estiver transando com anões, ou cenas de sexo com anões. É a limitação que transformar a nanofilia numa parafilia, funcionando como mais do que um fetiche.

Não dá pra dizer onde e quando a nanofilia começou, porque o nanismo é relatado por todo mundo e em várias épocas diferentes. Infelizmente o preconceito das pessoas sempre fez com que a sociedade os tratasse muito mal. Então a galera não falava abertamente “olha, eu adoro ver anões transando”. Existem umas revistas underground da década de 1920, onde é possível ver umas imagens antigas de anões e anãs aparecendo em surubas/bailes de máscaras. Mas fora isso, a galera da baixa estatura só foi “reaparecer” no pornô mainstream lá pro final da década de 1970.

PORNÔ COM ANÕES

Não é tão complicado assim achar produções pornô com participação de anões. No começo dos anos 2000, foi uma febre aqui no Brasil e sempre que um anão, ou uma anã, faziam sucesso, viravam alvo das produtoras. A Brasileirinhas é, de longe, quem mais investiu nesse fetiche. Mas se você tá procurando por produções gringas, o jeito é ir nos sites de vídeo e caçar por lá. Procure pelos termos “dwarf” ou “dwarves” e seja feliz.


Gostou desse Fetichando falando só sobre Nanofilia? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho! É só clicar aí na imagem 😉

Nanofilia

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments