Quando falamos em ensaios sensuais, normalmente pensamos primeiro nas modelos que estão sendo fotografadas. Porém a verdade é que os ensaios não existiriam se não fosse pelo trabalho dos fotógrafos. Sem um bom profissional de fotografia, aquilo que poderia ser um grande ensaio (arte mesmo), torna-se apenas uma piada de mal gosto com quem está vendo as fotos e quem está nas fotos. Por causa da importância dessa profissão, muitas vezes desvalorizada, resolvemos que além de falar de modelos, atrizes e mulheres que fazem seus ensaios, vamos dar voz também aos profissionais que fazem essas obras de arte acontecerem.

5695c969a919877319

Pra começar bem nosso quadro de Ensaios, batemos um papo com o Rafael Capella, um jovem fotógrafo de 33 anos que vem trazendo para a fotografia sensual um olhar mais próximo da realidade, dando importância para ângulos e poses que fazem você se transportar para o momento em que a foto foi tirada.

Confira a entrevista e não se esqueça de dar uma olhada no mural de fotos no final da postagem.

PBG:  Quanto tempo você fotografa?

Rafael: Fotografo profissionalmente há 4 anos, desde 2012. Mas já fotografava antes como amador.

57074ad6d70b777319

PBG: Foca só no sensual ou topa o que vier?

Rafael: Topo o que vier. Hoje em dia está extremamente complicado recusar trabalho (entenda como”dinheiro”). Mas meu foco principal mesmo é o sensual. Tanto que pouco compartilho sobre meus trabalhos “não-sensuais” na rede.

PBG: Você bateu o olho e viu que queria trabalhar com fotografia sensual ou rolou todo um processo até chegar nesse tipo de ensaio?

Rafael: Rolou um processo, mas sempre quis! (risos)

Eu sempre gostei, mas achava que seria extremamente difícil entrar nesse mercado (e é) então sosseguei e fiz apenas fotos de eventos de Rock. Até que um dia fiz uma proposta a uma amiga (Arninn Suicide) que, além de ser namorada de um grande amigo meu, é Suicide Girl e ela topou super de boas. Fiz (o ensaio) e me apaixonei pela fotografia sensual.

Na época eu tinha uma namorada super ciumenta, que não entendia o profissionalismo na fotografia sensual. Aí já viu, né? Mas fiz o ensaio com a Arninn e, a partir daí, “cacei” meninas o máximo que pude pra montar um portfólio. E finalmente montei. (risos)

56b289b34e43977319

PBG: É um trabalho que sofre um certo preconceito ainda, né? Além da sua namorada ciumenta, já rolou treta com alguma mina maluca ou namorado ciumento?

Rafael: Sofre preconceito sim, principalmente das pessoas mais “tradicionais”. Acham que os fotógrafos estão ali apenas para ver mulheres nuas. O que não é uma verdade. Embora deve-se sempre conhecer a procedência do fotógrafo em questão, porque ainda existem charlatões (em todas as profissões).

Já rolou uma treta com um namorado. A namorada dele veio falar de valores de ensaios sensuais comigo e ele achou que eu estivesse oferecendo a ela um ensaio. Então ele disse “Você quer é ver a mulher dos outros nua, né? Porque não mostra a sua?”, aí eu disse “Com todo o prazer. Está aqui o link do ensaio dela no meu site” e passei o link do ensaio que fiz com minha noiva. Ele não respondeu mais. Talvez tenha ficado sem argumentos, mas rezo para que tenha aprendido que profissionalismo é isso.

Minha atual noiva entende, me acompanha e ama meus trabalhos. É meu braço direito nos ensaios e sacou que eu não tenho sequer tempo nos ensaios pra olhar pras meninas. Mesmo através do visor da câmera.

5695c9fb34fb577319

PBG: Como é o processo pra trabalhar com essa galera que está posando pela primeira vez? Tem algo especial que você faz pra tentar deixar as modelos “mais soltas”?

Rafael: Conversa. Muita conversa antes e durante o ensaio. Porque assim elas se sentem mais à vontade com o fotógrafo. Levar minha noiva também ajuda muito. E eu tenho um segredo: Eu mostro exemplos de poses que elas podem fazer. Fica engraçado um homem careca e barbudo fazendo poses sensuais femininas (risos). Elas riem, eu fotografo. Também peço para que elas coloquem uma música ambiente que elas gostem de ouvir na balada. Isso ajuda muito, trabalha o psicológico e elas se sentem sexys como verdadeiramente são!

PBG: Conversamos com algumas modelos (amadoras) e elas relatam que rola uma excitação por estar se exibindo. O que rola do outro lado da câmera? Como você se sente fotografando?

Rafael: Rola empolgação quando fazemos uma ótima foto. Só.

Quando colocamos o olho no visor, estamos prestando atenção na abertura do diafragma, na velocidade do obturador, no valor de ISO, no foco, no balanço de brancos… Não conseguimos, praticamente, ver a modelo em si.

Eu costumo olhar, ver como está o enquadramento e a pose dela, dou algumas instruções finais, fazer todos os ajustes que citei anteriormente e, finalmente, fazer a foto. Mas a felicidade de ver uma foto digna de um “uau!” na câmera é incrível!

56957c558d7e177319

PBG: Você já ficou, ou pensou em ficar, na frente da lente? Faria um ensaio sensual?

Rafael: Não só já pensei, como fiquei. Fiz essa “experiência” afim de saber como se sentem as modelos que fotografo.

Minha noiva, várias vezes, faz ensaios sensuais meus e um deles (feito por uma amiga chamada Natascha), já até foi ao ar em um blog. Completamente nu. Achei lindo. E faria quantas vezes me chamassem. Não estou no “padrão de beleza” que a sociedade impõe, mas me amo muito e me acho bonito atrás das lentes.

tumblr_nkm4p0yDjE1u5lp5eo10_500

Esse é o Rafael como veio ao mundo e com um pouco de tinta na pele.

PBG: O que você, como fotografo, teria à dizer para as meninas que sentem vergonha de seus corpos e não fariam um ensaio por medo?

Rafael: Medo? Medo de que? Do que vão dizer? Do que vão pensar? Nem Jesus Cristo agradou a todos. Porque você tem vergonha do seu corpo? Você deveria ter orgulho, afinal, é ele quem está contigo a vida inteira, que carrega as marcas de muitas coisas ruins (e boas) do que você fez, para lembrá-la(o) de quem você é e sempre será, não importa se concorda com isso ou não: Seu corpo sempre estará lá pra lembrar você. O corpo é nosso templo maior – e deveria ser louvado por nós. Ninguém está dizendo “saia e exiba-se o máximo que puder, exponha-se!”, mas sim “tenha orgulho de seu corpo, não se envergonhe dele, não se diminua, não se intimide e explore-o!”.

Ser feliz como você é deveria ser mais fácil do que ser triste por não ser o que esperam que você seja. E você é bonita. Só precisa que alguém mostre isso a você. Um bom fotógrafo pode fazer isso muito bem!

Contatos do Rafael Capella
Site  www.rafaelcapella.com
E-mail de contato@rafaelcapella.com


Se você gostou das fotos do trabalho do Rafael Capella e quer mostrar seu ensaio ou seu trabalho como fotografo  aqui no PBG, mande um e-mail para contato@peixebolagato.com.br

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments