Escolha uma Página

Existem poucos nomes dentro do pornô nacional que causam tanto impacto quanto o de Fernandinha Fernandez. A atriz é quase uma certeza de sucesso de público. Suas cenas são adoradas e cada vez que ela volta para gravar algo novo, a galera pira. Mas o que motiva essa adoração da comunidade pornô para com uma única atriz? Será o seu corpo? Será a atuação na hora da foda? Será o carisma? Vamos tentar resolver esses enigmas na postagem de hoje do Musas do Pornô Brasileiro. Confere aí!

NÃO ERA IRMÃ, MAS TUDO BEM

A carreira pornográfica de Fernandinha Fernandez começou quando a moça tinha 21 anos. Ela e o namorado gravaram um vídeo, e percebendo a qualidade do que poderia ser feito, seu namorado a incentivou. Inicialmente a loira foi lançada com a “irmã” de Vivi Fernandez. Essa outra loira estava no auge de sua curta carreira, e a Brasileirinhas precisa aproveitar o momento para “utilizar” o sobrenome Fernandez mais vezes. O fato é que as duas tem mesmo um grau de parentesco. Isso já foi negado e afirmado tantas vezes que é complicado achar uma fonte confiável. Até onde sabemos as duas são meio irmãs, apesar disso não fazer a menor diferença hoje em dia. O importante mesmo é que a ideia acabou passando bem e sendo “engolida” pelo público.

E apesar desse começo “nas sombras” de outra atriz, Fernandinha Fernandez acabou mostrando uma desenvoltura nas cenas muito superior a sua “irmã” mais famosa. Seu primeiro vídeo com uma produtora foi o “Agora é a vez dela”, onde Vivi Fernandez apresentava a jovem e loira Fernandinha ao público. O perfil das duas era total diferente. Enquanto Vivi era mais mulherão, Fernandinha fazia um biotipo mais slim (magrinha). Porém essa coisa de “a irmã mais nova da Vivi” duraria pouco.

MAIS COMPLETA, MELHOR NO PORNÔ

A doce realidade é que Fernandinha Fernandez é melhor atriz pornô que Vivi Fernandez. Seu lugar ao sol no mundo pornô acabou sendo conquistado pelo trabalho duro. Nas cenas seguintes, ficava muito evidente como ela aparentava ter mais experiência. Talvez a melhor qualidade de Fernandinha seja o fato de que ela convence mais que a maioria das atrizes. Seja nas cenas para grandes produtora, seja nos vídeos amadores que brotam por aí, a loira fode de verdade.

Depois de fazer seus filmes aqui no Brasil, Fernanda Fernandez foi chamada para fazer filmes no exterior. A loira chegou a trabalhar em sites como Mike in Brasil, e com diretores famosos como Pierre Woodman. Seu nome hoje é uma certa garantia de sucesso. Como ela grava bem menos que outras atrizes, a galera fica ansiosa por cenas novas. Nos sites de vídeos pornô tem alguns vídeos amadores vazados, o que ajuda o povo a ficar mais calmo.

FERNANDINHA FORA DO PORNÔ

Apesar de ser uma figura público, sabemos muito pouco da vida pessoal de Fernandinha Fernandez. Fora das câmeras, a loiraça é bem reservada. Seus perfis em redes sociais são, basicamente, para responder fãs, fazer auto promoção e manter sua imagem. E falando em redes sociais, fomos até o twitter da moça bater um papo. Ela nos atendeu muito bem, foi mega atenciosa e ainda se colocou a disposição para uma entrevista. O legal é que descobrimos que antes de entrar no mundo pornô, Fernandinha já havia tentado cursar as faculdades de veterinária e direito, além de ter trabalho durante um tempo numa farmácia. Ou seja: nós poderíamos ter perdido uma das melhores atrizes que o pornô nacional já viu.

Se você gosta do trabalho da Fernandinha Fernandez, deixa aí nos comentários quais são suas cenas preferidas com ela. E reflita comigo por um minuto: se o pornô nacional procurasse melhor como um todo, ela seria um bom exemplo do tipo de atrizes que teríamos. Então vamos dar valor ao produto nacional e mostrar para as produtoras que queremos mais qualidade e não só quantidade.


Gostou dessa matéria sobre a Fernandinha Fernandez? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho! É só clicar aí na imagem 😉

Desde pequeno, “O crítico” é visto como um cara chato por aqueles que o conhecem. Sempre procurando analisar e desenvolver teorias, era um dos poucos adolescente que não se masturbava vendo filmes pornô. O Crítico batia punheta lendo as colunas de crítica do Rubens Ewald Filho.

Comments

comments