Escolha uma Página

Mulheres fortes e independentes dentro da industria pornô, não são uma novidade. Mas é sempre bom quando podemos falar especificamente de uma delas. Só assim as pessoas vão começar a entender que pornô também é terra de mulher. E não existe exemplo melhor do que a Joanna Angel quando o assunto é independência dentro do pornô. Confere aí o perfil que fizemos dessa deusa tatuada.

Menina judia, tímida e introvertida

Criada em Nova Jersey, Joanna Angel nem sempre teve o perfil de uma pornstar. Filha da mãe judia, a jovem Joanna Mostov (nome real da atriz) foi uma adolescente tímida e introvertida. A própria atriz se descreve como uma nerd, no sentido clássico. Além de só ter perdido a virgindade aos 18 anos.

Joanna só se “encontrou” durante a faculdade. Cursou literatura e acabou tendo contato com cinema através das aulas de roteiro e criação. Sua entrada no mundo pornô vem logo após esse período. E não foi um começo “qualquer”, Joanna Angel entrou no pornô com os dois pés.

Em 2002, Joanna e seu então namorado, Mitch Fontaine, criaram o site Burning Angel. Os dois eram diretores e roteiristas de filmes pornô. Mas o maior diferencial do seu filmes era a pegada mais “alternativa”. Joanna atuou pela primeira vez numa produção pornô vez em 2005, e não parou mais. Em 2006 concorreu a vários prêmios, mas não chegou a ser premiada. Só em 2011 que seu trabalho recebeu o merecido reconhecimento, e Joanna Angel foi apontada como uma das 12 pornstar mais influentes.

O Punk Porn e a polêmica com James Deen

O grande diferencial do trabalho de Joanna, e da própria Burning Angel, é o visual. Até a entrada da produtora no mercado pornô, não era muito comum ver atrizes muito tatuadas. Não que ela tenha inventado esse gênero de fetiche, mas seus filmes ajudaram a desmistificar a imagem da atriz pornô. A quebra de padrão nos filmes da Burning Angel ficou conhecida pelo nome de “Punk Porn”.

Apesar dessa imagem mais hardcore, a verdade é que Joanna é uma mulher bem normal. O que mais chocou a comunidade do pornô, foram suas declarações sobre o ex namorado James Deen. Em 2015, ela revelou num programa de TV que Deen era “violento e abusivo”. Essa declaração abriu brecha para que outras atrizes viessem a público relatar que também sofreram nas mãos do ator.

*Opinião pessoal* É meio complicado as acusações que fazem contra o Deen. Não acho ele um bom ator, não o conheço pessoal e duvido que ele seja um “cara legal”. A grande questão é que: o cara vive o BDSM. Não é apenas uma questão de “produção artística”. Em várias entrevista ele mesmo já falou que curte muito sadomasoquismo e vive isso. Quem entra num relacionamento assim, precisa saber que o parceiro tem essa visão de mundo. Então… Fica meio complicado. Fora que todas as atrizes que deram suas opiniões após a revelação da Joanna Angel, estavam ultra apagadas. Pode sim ter sido para se promover. Como ele também pode ser um babaca abusivo.*Opinião pessoal*

O que achamos da Joanna Angel?

Pra ser sincero, a Joanna Angel tá longe de ser minha atriz preferida. Acho que poucas atrizes tem o cuidado e a dedicação dela em cena. Meu problema com ela é justamente o perfil. Não sou chegado nesse perfil alternativo. Porém preciso admitir que não existe cena pornô ruim quando ela está contracenando. Qualquer sexo meia boca, fica foda quando a Joanne Angel está nele.

Joanna AngelFicha Técnica
Nome Real: Joanna Mostov
Nascimento: 25 de Dezembro de 1980
Cidade Natal: Brooklyn, Nova York, EUA
Total de Cenas: 241 como atriz, 228 como diretora
Ano de entrada: 2005 
Primeiro filme: Série de cenas para o seu site

 

 

 

 

Compilado

 


Gostou desse perfil da Joanna Angel? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho! É só clicar aí na imagem 😉

Desde pequeno, “O crítico” é visto como um cara chato por aqueles que o conhecem. Sempre procurando analisar e desenvolver teorias, era um dos poucos adolescente que não se masturbava vendo filmes pornô. O Crítico batia punheta lendo as colunas de crítica do Rubens Ewald Filho.

Comments

comments