Escolha uma Página

Hoje é dia dos namorados, e você tá aí… procurando um pornô. Não que isso seja um problema. Essa merda de data é só comercial mesmo. Mas bem que você poderia estar com um mozão do lado, né? Ver pornozinho com a(o) mozão é mais legal. Aí tu me pergunta “como assim pornô pra namorar“? Éééé… você leu certinho. Dá pra namorar gostosinho vendo um bom filme adulto. Não acredita? VEM COMIGO, CABAÇO!

 internet porn watching mfw GIF

PORNÔ PRO AMOR

Ninguém aqui tá falando pra você ir ver “filminho sensual de hollywood“. Até porque essas merdas costumam ter histórias chatas. Pornô é pornô! Agora que estamos entendidos, precismos fazer um passo a passo. Afinal de contas muitas mulheres não estão acostumadas a ver pornô. Como é apenas uma questão de costume, se você começar a incentivar a prática, pode mudar isso.

 porn GIF

Tudo o que você precisa fazer é começar com calma. É tipo tirar virgindade. Ou seja: não dá pra ir socando tudo. Precisa ser bem devagar, com jeito e no amor. Por isso vamos começar com os softcore. Esse tipo de filme costuma ser melhor aceito, por ter historinha e não mostrar “sexo pesado”.

 porn watching react couples hardcore GIF

Uma boa dica “engraçada” é a série de filmes da Emmanuelle. Ok, você vão rir um pouco, porque esses filmes estão velhos. Porém dizem por aí que rir é sensual. Caso você tenha tv a cabo, fica mais fácil. O Telecine Action e o MaxPrime exibem softcore durante as madrugadas. Não tem erro!

APRENDENDO COM A TV

Enquanto o filme vai rolando, vocês vão fazendo aquelas preliminares gostosas. No começo vai ser estranho, beeeem estranho. Fazer um oral enquanto seu mozão tá olhando para a tv, é meio frustrante. Mas tenha em mente que você vai estar participando do momento mais intimo dela(e). Isso aumenta a confiança e o elo entre o casal.

Possíveis problemas com ciúmes são uma realidade. Como vocês vão resolver isso? Sinceramente, não sei. O fato é que cada casal lida com ciúmes de uma forma diferente. A grande parada é não desistir do pornô, porque ele pode ajudar a resolver o problema. Depois que vocês se entenderem vendo pornô, vão se entender com quase todos os assuntos.

Assim que o período de adaptação passar, vai ser o mozão te chamando pra ver o pornozinho. Dai pra frente vocês vão encontrar juntos o tipo de filme que gostam de ver. Além de que essa é a melhor maneira de ir apresentando seus fetiches para ela(e). E, quem sabe, aprender várias posições e novas.

FAZENDO SEU PRÓPRIO PORNÔ

Alguns casais vão mais longe e começam a fazer seus próprios vídeos. O nome disso é pornô amador, e é mais antigo do que parece. Pegou um folego maior com as filmadoras caseiras. Não significa que vocês vão mostrar esses filminhos caseiros por aí. Pode ser uma coisa que fica só entre o casal. Mas para isso é bom tomar uns medidas de prevenção. Anota aí:

1 – Todos que estão na cena tem que concordar em ser filmados, mesmo que o rosto não apreça;
2 – Tente usar mascaras e cobrir marcas (tatuagens, cicatrizes e pintas) que podem identificar quem está sendo filmado;
3 – Terminou de filmar? Não guarde o arquivo em vários lugares. Escolha apenas um, no qual os dois tenham acesso e possam apagar;
4 – Opiniões, gostos e vontades mudam. Respeite a(o) mozão. Se ele não quiser mais que a filmagem exista, apague;
5 – Tudo que foi filmado, fotografado ou gravado, um dia pode ser vazado. Se você ficou com vontade de gravar a foda, saiba que pode dar merda. Esperamos o melhor, mas nos preparamos para o pior.

Curtiu as dicas? Agora corre lá  e chama sua(seu) mozão para ver um “filminho”. Coloca ela(ele) pra ler essa matéria. Ela(ele) pode nem topar de primeira, mas a ideia vai ficar na cabeça. As maiores árvores saíram de pequenas sementes 😉

 anime porn sfw GIF


Gostou dessa matéria sobre os benefício do pornô na hora de namorar?Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho! É só clicar aí na imagem 😉

Desde pequeno, "O crítico" é visto como um cara chato por aqueles que o conhecem. Sempre procurando analisar e desenvolver teorias, era um dos poucos adolescente que não se masturbava vendo filmes pornô. O Crítico batia punheta lendo as colunas de crítica do Rubens Ewald Filho.

Comments

comments