IMG_5383-copyCafé com leite, Traquinas meio a meio, doce romeu e julieta, sorvete de casquinha mista do McDolnald, todos esses itens são belos exemplos de como é bom se misturar duas (ou mais) coisas que tem aspecto diferente. Porém nenhum desses exemplo é melhor que um bom filme pornô do gênero inter-racial. Você não sabe o como é um interracial? Não tem problema. Fica sentadinho aí que nós vamos te explicar em mais um Dicionário Adulto.

Apesar do nome extremamente auto explicativo, o interracial ainda é um gênero meio “desconhecido” pelos brasileiros. O conceito é simples: duas pessoas ou mais pessoas, de etnias diferentes, transando pra valer. Mais simples que isso é impossível, né? Pois saiba que o início dos filmes interraciais não foi tão fácil quanto parece.

Esse gênero de filmes explodiu nos EUA na década de 1970, mas enfrentou um forte preconceito por parte do público mais “conservador”, justamente porque colocava homens brancos para transar com mulheres negras. E a treta só aumentou quando o situação foi invertida e os filmes começaram a mostrar homens negros com pirocas gigantescas transando com mulheres brancas.

Graças ao bom deus do sexo, esse tipo de comportamento conservador não dura muito no mundo pornô, até porque não dá pra ser conservador quando o assunto é pornografia, e hoje em dia os filmes interraciais não são mais do que simples bons pornozinhos para se degustar.

Não tenho bons exemplos para dar sobre sexo interracial, porque todas as produtoras tem filmes assim, mas para que curte BBC, sugiro procurar vídeos do ator Mandingo que, além de ter um pau gigante, é um dos caras mais engraçados do mundo pornô.

love couple adorable kisses adorbs

Casalzinho interracial bem romântico, só pra alegria de vocês.

O PBG é um blog mantido por muitas pessoas que não podem ou não querem se identificar. Você pode enviar o seu texto para contato@peixebolagato.com.br, e terá sua identidade preservada.

Comments

comments