chocolate-splashO Dr. Pinto dessa semana é tão “complicado de responder” que eu tive de vir aqui no primeiro paragrafo avisar isso. Mas pensam pelo lado bom, se vamos publicar a pergunta de hoje, é porque estamos realmente dispostos a tirar todas as suas dúvidas. E só pra lembrar: TODAS AS QUESTÕES RESPONDIDAS AQUI SÃO REAIS. Elas chegam por e-mail, redes sociais e “histórias de amigos”. Mande a sua pergunta também e seja hostilizado pelo médico mais escroto do mundo.

Leitor, que pediu para ser identificado como “Aquele Cara”, mas que vamos chamar de “Cagão”, pergunta: Gostaria de saber se me masturbar depois de fazer coco é algum tipo de problema. É que eu só me masturbo no banheiro e costumo fazer isso depois de defecar. Acabei me acostumando e agora só consigo me masturbar depois de cagar. E aí Dr. Pinto, isso é doença?

Dr. Pinto, cheio de nojo, responde:

Caralho! Essa foi foda! Mas a gente tá aqui pra te ajudar, amiguinho leitor Cagão.

Então… Existe toda uma tara por fezes chamada Coprofilia. Você não é o primeiro e nem o último que curte bater uma punhetinha enquanto manda um cagalhão. O foda deve ser o cheiro horrível que fica. Mas eu não vou te julgar, porque isso é papel da santa igreja e de Deus, que tá lá te observando em todos esses momentos como um bom voyer que só o Senhor pode ser.Animation Domination High-Def animation lol artists on tumblr cartoons

Mudando de assunto rapidinho: existe uma teoria de que Deus criou a humanidade apenas para ter alguém para olhar enquanto toma banho ou fode. Mas isso aí são outros 500. Vou voltar para o seu “quase” problema.

Pode ficar tranquilo, bater umazinha depois de cagar não é uma doença. Teu cu fica meladinho de merda e você deve sentir tesão com isso. Ou muito provavelment,e por conta de sua situação só poder ser resolvida no banheiro, tua mente pode ter associado uma coisa à outra. Tipo quando a gente escuta a frase “pipoca é bom com…” e completa com “guaraná” automaticamente, só que no teu caso é mais ou menos assim: bater punheta é bom quando… acabo de cagar.

Apenas faltou o entendimento se você só sente tesão quando está liberando o barroso, ou se consegue manter uma ereção mesmo sem estar todo sujo de bosta. Se for o primeiro caso, sinto muito lhe informar: cê precisa fazer tratamento. Teu pau tem que subir de acordo com sua vontade e não através de uma condição pré determinada. Mas se você consegue botar a piroquinha pra funcionar mesmo sem estar fedendo carniça podre, então fica tranquilo. Essa porra é só um fetiche.

Mauro Gatti shit fun character poop

Minha sugestão é: se essa “merda” (entendeu o trocadilho) te incomoda muito, tenta ir mudando o hábito aos poucos. E caso conheça alguma menina que te interesse, não conte essa coisa toda no primeiro encontro.

PUTA QUE PARIU! É cada uma que me aparece nesse site, que eu vou te contar! Enfim… espero que tu não limpe essa bunda com a mão cheia de porra. Ou sei lá… a bunda é tua, a porra é tua e você não tá machucando outras pessoas. Seja livre na sua tara de punheta e merda.

E se vocês, amigos e amigas leitoras, não curtem essa parada de “caquinha na hora do sexo”, a loja Sensual SexShop tem uma opção de ducha higiênica bem em conta. Dá pra fazer uma chuca antes do anal, pra não sujar o companheiro(a). Em viades: “Fazer a chuca pra não passar cheque”.

publi_ducha


Se você também quer ter sua questão respondida pelo Dr. Pinto, pode nos enviar ela pelo endereço de e-mail contato@peixebolagato.com.br

Doutor Pinto Erguido Leite Aquino Rego, nome completo desse sexólogo formado pela Universidade da Vida, com doutorado em todos os puteiros e uma experiência profissional tão grande quanto a lista de homens que já deitaram com a Sasha Grey.

Comments

comments