A vida é cheia de surpresas. Tem as grandes surpresas e as pequenas. E talvez as menores delas sejam as que mais trazem alegria para o coração ou até mais tesão. Foi uma pequena surpresa que me levou até a Insane Girl, e admito que não esperava muito de nosso encontro. Mas, para minha felicidade, o resultado dessa pequena surpresa foi uma noite cheia de tesão, um papo gostoso e a descoberta de mais uma camgirl do Camerahot que merece nosso respeito e atenção.

Como foi o encontro?

O processo de marcar o encontro com a Insane Girl foi tranquilo. Mais uma vez o twitter me ajudou a encontrar e conversar com uma camgirl de qualidade. Aliás… Essa é uma dica que sempre dou: vá até o twitter e comece a seguir as camgirls. Aos poucos você vai entender um pouquinho mais sobre elas. Além de ter uma boa prévia do que pode ser visto no chat privado. Só não sejam chato! Ninguém gosta de pessoas chatas e que passam dos limites.

A Insane Girl foi super atenciosa e o tempo todo se mostrou uma mulher extremamente simples. Muitas sofrem da “síndrome da diva”, e esse tipo de coisa só faz o cliente (odeio essa palavra) perder o tesão. Com a Insane foi completamente o oposto. A coisa toda rolou “de boa” desde o primeiro “Oi, tudo bem?”. Ela foi de uma simplicidade gostosa. Dá até pra dizer que a simplicidade é a marca registra da camgirl. Mas não se engane, simplicidade não significa que não haverão surpresas.

A falsa magra da bunda grande

Porém não se engane, a simplicidade é só no jeito de ser. No quesito corpo, aInsane Girl é de uma beleza de tirar o folego. Ou no português popular: a mulher é gostosa pra caralho. Pra começo de conversa, ela é uma daquelas mulheres “falsa magra”. Com uma bunda de fazer o transito parar, peitos lindos e uma cocha que te dá vontade de agarrar a noite toda.

Quando nosso papo começou a esquentar, as roupas foram voando. Meu nervosismo foi pra casa do caralho e o pau ficou mais duro que pedra quando ela começou a dançar. A cada rebolada a bunda dela crescia na tela, eu pulsava. O jeitinho simples e carinhoso da Insane Girl vai e conquistando. E não é aquele tesão de “bater uma punhetinha”. Você acaba ficando com vontade de “fazer amor” com ela. Ok, preciso explicar isso melhor um dia…

O que a Insane Girl tem de especial?

Simplicidade e realismo são as palavras que vem a cabeça quando penso na Insane Girl. Se você é um cara já calejado no mundo das camgirls, vai curtir estar com ela, pois vai lembrar o frescor dos primeiros acessos no Camerahot.  Sua simpatia e esse jeitinho de quem é pé no chão (como a gente), desperta um tipo de excitação até meio “juvenil”. Sabe aquela coisa de “primeira namoradinha”?  É exatamente isso!


Gostou desse relato com a Insane Girl? Dá uma passada lá no CameraHot e confere a sala dela e de outras camgirls.

 

 

Desde pequeno, “O crítico” é visto como um cara chato por aqueles que o conhecem. Sempre procurando analisar e desenvolver teorias, era um dos poucos adolescente que não se masturbava vendo filmes pornô. O Crítico batia punheta lendo as colunas de crítica do Rubens Ewald Filho.

Comments

comments