CohUVLPUMAELE3hEscrever as críticas sobre as paródias pornô está cada vez mais complicado. Algumas delas saem antes dos filmes originais e isso quebra muito a expectativa que temos sobre como vão ser os dois filmes. Maaaaaassss… A gente não pode reclamar do nosso trabalho, ainda estamos aqui vendo os filmes e escrevendo sobre eles e, de vez em quando, nos divertindo um pouco hehehe.

Na análise dessa semana falamos sobre Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody, que é uma dessas paródias que saem antes do filme original. Infelizmente fomos obrigados a ir ao cinema mentira, nós baixamos ver o filme original correndo, só para trazer para vocês o melhor do melhor. Então recline a cadeira, mude o mouse para a esquerda e seja feliz.

Argumento

Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody segue a premissa do Suicide Squad que está nos cinemas: um grupo de vilões é reunido, a força, pelo governo para realizar missões especiais que os heróis não aceitariam fazer, ou que representavam muito risco de vida. A ideia é muito original, e lembro que já li umas duas revistas do Suicide Squad quando estava começando minha vida de leitor de HQs. Mas preciso dizer, sinceramente, que o Esquadrão Suicida sempre foi muito mal aproveitado pelos roteiristas, e nunca chegou a ser um “sucesso” de público entre os leitores.

Poderia ser melhor (ou não)

Então… Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody é uma merda. Como paródia, é muito fraco. Como filme pornô, é chato. E fica até meio complicado continuar analisando depois de dar essas declarações, mas vamos tentar ir por partes como sempre, começando com o bom e velho “sexo”.

Era pra ser uma cena linda. Não foi =S

Era pra ser uma cena linda. Não foi =S

As cenas de sexo de Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody são “ensaiadas”. Ok, isso não é tão ruim quando estamos falando sobre filmes pornô que também são “comédias”. O problema é que simplesmente não dá tesão! O filme começa com uma cena de sexo lésbico entre a Arlequina (Kleio Valentien) e a Katana (Asa Akira) dentro de uma cela acolchoada, que é bem “nheeee… ok”. E note: estamos falando de Asa FUCKING Akira, a mulher que estava redefinindo o sexo anal e o sexo lésbico na industria de cinema pornô convencional, ou seja, era pra ser uma tremenda cena de sexo entre uma asiática falsa e uma loira gostosa. Chega nem perto disso.

O filme segue a mesma onda da primeira cena em quase todas as vezes em que pepekas e pirocas se unem. A impressão que passa é que o diretor estava controlando até os gemidos ou que os atores não estavam afim de transar. Esse tipo de coisa não é lá tão incomum nas direções do Axel Braun, mas fazia um tempo que o cara não mandava tão mal.

A história, assim como os diálogos e os efeitos especiais de Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody são meia bomba. Se fosse só uma questão de ter efeito ultrapassados, estaria tudo bem, porque o humor nas falas e interpretações compensariam, mas não… a coisa toda cheira à filme forçado. Das várias piadas de referências, só a feita entre o Coringa e o Batman é realmente engraçada. E sim, tem uma cena de sexo misturando Arlequina, Coringa e Batman, mas não vale seu tempo de punheta, porque é muito esquisita e tem horas que dá pena do Coringa.

Capture-44-559x360

O único momento legal do filme é durante a cena de sexo entre Charada, Era Venenosa e Miss Frizze. Não é que seja uma tremenda cena de sexo, mas ela é feita por atores mais “fortes” no quesito interpretação. Anna Bell Peaks (Miss Frizze)Katy Kiss (Era Venenosa) eram atrizes do pornô underground e tem o bom costume de fazer aquele sexo falado e sujo, onde cada orgasmo é gemido com tesão (que parece) muito verdadeiro.

Suicide Squad XXX Parody

Minha Dica: Não tem dica. Não vou te aconselhar a ver isso com a namorada, porque vocês podem ficar muito entediados. Também não vou falar para você perder tempo baixando e tentar arrancar uma punheta/siririca sofrida de um filme tão meia boca. Se estiver curioso e quiser ver mesmo assim, é por sua conta e risco.

Ficha Técnica
Nome: Suicide Squad XXX An Axel Braun Parody
Ano: Julho de 2016
Produtora: Axel Braun
Duração: 170 minutos
Elenco: Anna Bell Peaks, Asa Akira, Katy Kiss, Kleio Valentien, Riley Steele

Trailer


Gostou dessa crítica de Suicide Squad XXX Parody? Quer ver mais conteúdo assim aqui no Peixe Bola Gato? Então nos ajude a manter o site no ar: vire nosso padrinho!

Desde pequeno, “O crítico” é visto como um cara chato por aqueles que o conhecem. Sempre procurando analisar e desenvolver teorias, era um dos poucos adolescente que não se masturbava vendo filmes pornô. O Crítico batia punheta lendo as colunas de crítica do Rubens Ewald Filho.

Comments

comments